RSS

Mediação Cuida Bem de Mim

MEDIAÇAO TEATRAL NO PROJETO CUIDA BEM DE MIM

 (Informações em construção do doutorado de Ney Wendell)

Este texto traz uma descrição da experiência de mediação teatral nas ações educativas pré-peça, durante a peça e pós-peça do Projeto Cuida Bem de Mim junto aos alunos-espectadores e educadores-espectadores de escolas públicas nos anos de 2004 a 2007.

O Cuida Bem de Mim, tem texto de Filinto Coelho e Luiz Marfuz, que também assina a direção e está em cartaz há 12 anos, tendo conquistado prêmios locais e nacionais, além de ter realizado 810 apresentações para mais de 350 mil pessoas e atingindo um total de 350 escolas públicas na Bahia e outros estados. É uma peça que trata da violência nas escolas públicas e da reconstrução das relações afetivas no ambiente escolar e que, no período da pesquisa, foi encenada pelos jovens do Grupo de Teatro do Liceu de Artes e Ofícios da Bahia na cidade de Salvador-Ba, entre outras cidades do país.

Seguem então, a mediação teatral presente nas ações educativas do projeto Cuida Bem de Mim realizadas antes (preparação), durante (apropriação) e após as apresentação da peça (reverberação) dentro das escolas e no próprio local de apresentação.

AÇÕES PRÉ-PEÇA

Acontecem dentro do ambiente escolar e tem como objetivo sensibilizar e mobilizar a escola para que ela participe integralmente do projeto, além de prepará-la para o uso potencializador dos conteúdos presentes no espetáculo. Esta parte que é antes do público assistir funciona como um momento de sensibilização estética que já mostra e exercita a metodologia teatral, em que os elementos do teatro já são demonstrados em performances e oficinas.

No momento do pré-peça a primeira atividade que é feita é a entrevista com a direção que serve para colher informações, fazer um diagnóstico inicial da escola e fechar acordos referentes ao projeto e seu cronograma. Depois a equipe de educadores e jovens atores vão a escola no turno que será atendida e fazem uma bateria de atividades, começando por um diagnóstico do ambiente que é uma pesquisa através de um formulário que faz um levantamento sobre os principais problemas da escola e suas causas e soluções, além de levantar conceitos sobre a temática da violência.

Enquanto isto parte dos atores caracterizados com os personagens da peça fazem intervenções teatrais na escola convidando de forma dinâmica e criativa os alunos para assistirem a peça, explicando também como vai ser o evento no teatro. Já quando chega no intervalo os alunos são surpreendidos por uma performance teatral no pátio da escola mostrando uma das cenas do espetáculo adaptada para um teatro de rua e que cumpre o objetivo de estimular os alunos a gostarem de teatro e aumentar o interesse pelo espetáculo. Ainda no mesmo turno, após o intervalo a equipe se divide em algumas salas para fazer um seminário artístico-pedagógico com representantes estudantis e outro seminário com professores. Nestes seminários o foco passa a ser a escola e através de uma exposição o projeto é apresentado e depois com uma metodologia teatral as pessoas passam por uma vivência sobre a “escola que se tem” e a “escola que se quer”, já entrando nas diversas temáticas do espetáculo, ao longo dos tempos foi se acrescentando também a reflexão sobre uma frase do texto que diz: o que tenho aqui dentro da escola que ninguém pode me dar lá fora.

Dependendo do convênio firmado com a escola é feita ainda uma última ação que é a oficina dramático-pedagógica com professores onde eles passam por uma intensa atividade teatral com foco na destruição e reconstrução, seguindo uma versão mais simplificada das oficinas dramático-pedagógicas feitas para criação do texto da peça.

AÇÕES DURANTE A PEÇA

São vinculadas diretamente a apresentação do espetáculo e executadas no teatro, tornando este momento um espaço de apreciação e reflexão sobre a obra, ampliando o seu impacto junto ao público. São atividades que facilitam o diálogo do público com a obra, efetivando sua devida apropriação do espetáculo. O ir ao teatro ou a um espaço adaptado tecnicamente para isso é tratado como uma atividade educacional, como se todos estivessem no mesmo momento da aula na escola.

Numa segunda etapa a comunidade escolar é levada ao teatro para assistir a peça onde passarão pelas as ações durante. Logo ao chegarem no teatro passam por uma recepção do público feita pelos próprios jovens atores com a camisa do projeto e onde todos recebem o programa do espetáculo. Enquanto isto um número de alunos que chega a 10% da platéia é convidado para entrar no teatro e fazerem parte da (9) pesquisa de impacto da obra e desta forma são constituídos como um grupo de avaliação que preenche um questionário antes e depois de terem apreciado a peça. Depois que o público entra há um ator que vai ao palco como apresentador do dia e faz o que se chama de formação da plateia que é uma explanação rápida sobre o projeto, a instituição e o próprio grupo de teatro, focando mais no esclarecimento sobre o que é uma apresentação teatral e quais os comportamentos mínimos para uma qualificada apreciação.

Após, o público tem a oportunidade de conhecer o processo de montagem e depoimentos dos atores na exibição do vídeo-documentário com duração de 15 minutos que traz de forma emocionante os desafios, conflitos e alegrias vividas no grupo. Daí chega-se no ponto central de toda esta história que é a apresentação da peça quando, durante 1 hora e 20 minutos, o público conhece aquilo que foi sensibilizado e mobilizado para assistir. É uma etapa que se conclui com duas atividades simultâneas que é o debate, onde acontecem reflexões emocionadas e vivas traduzindo em palavras as sensações e pensamentos experienciados durante a peça; paralelamente o grupo de avaliação responde um outro questionário que já traz questões sobre o que ele acabou de vê.

AÇÕES PÓS-PEÇA

A equipe retorna a escola e dinamiza a reverberação da peça, desdobrando-a em eixos teóricos e temáticos nas aulas e projetos, renovando o ambiente escolar. Estas atividades são estimuladas pela equipe do projeto, mas são co-criadas pela comunidade escolar, seguindo o foco na “escola que se tem” e na ‘escola que se quer”, transformando os desejos em ações concretas.

Nesta etapa do projeto é realizada as ações pós que se caracterizam como um novo retorno a escola para que se efetive o desdobramento do espetáculo. Primeiramente a equipe de jovens atores volta ao colégio e fazem uma oficina de teatro com todos os alunos do turno que foi atendido. As aulas são interrompidas e os alunos e professores participam desta atividade denominada oficinão de teatro. Nela será aplicada uma metodologia teatral com as várias temáticas da peça direcionando o trabalho para gerar ações concretas de melhoria da escola. Durante o oficinão os alunos são convidados a se inscreverem nas oficinas de teatro que é a próxima atividade que dura em média de 03 a 04 meses e funciona no contra-turno do aluno, com periodicidade de dois dias por semana. As oficinas de teatro são ministradas pelos jovens atores do espetáculo com orientação dos educadores e trabalham diretamente com os conteúdos do teatro ligados a voz, corpo e interpretação, possibilitando uma iniciação teatral.

A metodologia destas oficinas proporciona que os participantes se transformem num futuro grupo teatral dentro da escola servindo para ampliar a produção cultural da comunidade do entorno. Ao final destas oficinas se faz o festival de teatro com apresentações de espetáculos de cada grupo formado durante dois a três dias para o público da escola e da comunidade. Eles expõem no palco o aprendizado e efetivam a mudança de terem sido públicos e agora atores, cumprindo um processo artístico de apreciação, reflexão e produção estética.

Paralelo a tudo isto o projeto destina para os professores da escola um curso de educação pela arte que permite o domínio de algumas teorias de arte numa perspectiva da educação para o desenvolvimento humano e técnicas artísticas para serem incluídas na metodologia em sala de aula. Também simultaneamente é feito o acompanhamento pedagógico da escola junto a direção, professores e coordenação para monitorar a repercussão do espetáculo na escola e orientar ações que foram geradas nas oficinas.

Durante a estadia do projeto na escola foi criado também um grupo de trabalho com alunos para executarem as ações propostas no oficinão de teatro. A equipe orienta estas ações deixando o espaço para que os próprios alunos coordenem o processo de execução. São ações como gincanas sociais, eventos culturais, mutirões de limpezas etc.

É importante destacar que todas estas atividades são documentadas por vídeos e fotos, além de monitoradas pedagogicamente com instrumentos avaliativos que farão parte de um documento final chamado relatório devolutivo onde são expostos os indicadores de impacto do projeto, as descrições das atividades com as devidas análises, sugestões, depoimentos, imagens etc. É esta a última ação do projeto ao enviar este relatório para a escola depois de uma média de 06 a 08 meses de trabalho. Junto ao relatório vai um kit do projeto com todos os materiais visuais utilizados e um certificado para a escola comprovando que foi atendida pelo projeto Cuida Bem de Mim.

 

6 Respostas para “Mediação Cuida Bem de Mim

  1. Paulo Santana

    setembro 22, 2011 at 3:21 am

    Que lindo projeto! Gostaria de saber se posso fazer parceria e poder realizar em minha cidade,(Belém do Pará) dentro de um teatro Universitario.

     
  2. Laert Valois Rios Carneiro

    janeiro 20, 2012 at 2:23 am

    Oi Ney. Gostaria de saber onde posso encontrar teu livro!!!

     
  3. anderson hungria

    maio 28, 2012 at 10:46 pm

    Olá Ney! Sou de Jeremoabo, estava procurando algumas dinâmicas que voce realizou com os professores. Se puder ajudar agradeço! Um forte abraço! Sucessos.

     
  4. Luiz Rogério Nogueira

    julho 17, 2012 at 10:10 pm

    Olá, gostaria de manter contato com o projeto “cuida bem de mim”. Como devo proceder.
    Parbéns pelo livro, adoreiiiii

     
  5. andre sena

    maio 14, 2014 at 6:07 pm

    achei interessante o tema e a performance, teria como adquirir o texo da mediação? grato.

     
  6. Maiana Moura

    outubro 8, 2015 at 3:22 pm

    Lembro -me bem com alegria elencoooooo …..

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: